Bolo-Rei em Dia de Reis

Chegámos ao fim da época natalícia. Não me apetece nada desmontar a árvore de Natal e o presépio. Por mim podiam continuar assim até ao fim dos dias frios e chuvosos – sim, porque só agora é que estamos a ter um clima tipicamente natalício. Há neve (pouca) na Serra da Lousã e não apetece sair do calor reconfortante da lareira. Saiu a perder a tradição das janeiras: com este tempo não acredito que tenha havido gente corajosa o suficiente para enfrentar o frio, o vento e a chuva.

IMG_9675

Manda também a tradição que no dia em que os reis magos Melchior, Gaspar e Baltazar chegaram a Belém se coma um pouco de Bolo-Rei. Cá em casa vamos fingir que comemos uma fatia deste Bolo-Rei. Feito para a passagem de ano, já foi entretanto devorado pela família. O Bolo-Rei foi definitivamente o Rei da mesa de ano novo, graças às suas incrívieis dimensões (foi difícil encontrar um prato onde coubesse) e também por ser bem mais fofo do que quase todos os que se compram por aí. Sem aquela quantidade desnecessária de frutas cristalizadas por cima ficou também menos calórico (bem, quase toda a gente acaba por tirar aquelas peças enormes de fruta).

IMG_9670IMG_9693

Esta receita foi adaptada de uma de Bolo-Rainha da Clara de Sousa (partilhada no seu Facebook). Obrigada Clara pela maravilhosa inspiração! 🙂 Sempre tive algum receio em fazer Bolo-Rei em casa, coisa que nunca mais irá acontecer!

IMG_9680

Bolo-Rei
Ingredientes
  • 80 g de açúcar branco
  • raspa de 1 laranja
  • raspa de 1 limão
  • 130 mL de leite
  • 70 g de manteiga
  • 2 ovos
  • 11 g de fermento de padeiro seco (1 saqueta)
  • 30 mL de sumo de laranja
  • 1 cálice de Vinho do Porto
  • 420 g de farinha
  • ½ c. de chá de sal
  • 100 g de nozes (ou outros fruto seco)
  • 100 g de sultanas (metade amarelas e outra metade pretas)
  • 200 g de fruta cristalizada (embebida em whiskey durante a noite e depois seca com papel absorvente)
  • 1 ovo batido
  • Doce ou Compota + 1-2 c. de chá de água
Preparação
  1. Num alguidar grande, misturar o açúcar com as raspas da laranja e do limão e misturar tudo.
  2. Levar ao lume o leite com a manteiga. Desligar quando a manteiga começar a derreter e mexer com uma colher para ajudar a manteiga a derreter. De seguida, e ainda quente, juntar ao açúcar. Bater tudo com as varas de arames da batedeira.
  3. Sempre a bater, juntar os ovos, o fermento, o sumo de laranja e o Vinho do Porto. Continuar a bater por alguns segundos, até que a massa esteja homogénea.
  4. Trocar as varas de arames para as de espiral. A pouco e pouco, juntar a farinha e o sal, batendo sempre para incorporar a farinha. Bater até que a massa comece a descolar das paredes da taça. Se isso não acontecer, juntar mais farinha, uma colher de cada vez, até que se atinja a textura esperada.
  5. Tapar o alguidar com película aderente (ou, como manda a tradição, toalhas e/ou cobertores), e deixar levedar até que a massa cresça para o dobro (mais ou menos 2 horas).
  6. Polvilhar uma superfície limpa com farinha e envolver as mão em farinha. Retirar a massa do alguidar e amassar um pouco para retirar o ar que foi incorporado na massa. Juntar os frutos secos, as passas e as frutas cristalizadas à massa e amassar algumas vezes para garantir que estão bem distribuídos. Não esquecer de reservar alguns frutos para decorar o bolo-rei.
  7. Moldar a massa em forma de coroa, com uma abertura relativamente grande (como a massa ainda irá crescer bastante, a tendência natural é para que feche – daí ser preciso ser uma abertura grande).
  8. Transferir o bolo para um tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal untado com margarina. Deixar o bolo levedar novamente, até que duplique o seu volume. Para agilizar, aquecer um pouco o forno, desligar e colocar o  bolo lá entro.
  9. Depois de ter levedado, pincelar o bolo com o ovo batido e decorar com as frutas reservadas. Também se podem fazer montinhos de açucar a gosto.
  10. Levar ao forno a 180 °C, durante 20 a 25 minutos.
  11. Diluir a geleia ou compota com um pouco de água e aquecer (no microondas) para que fique uma espécie de calda. Pincelar  com ela o bolo-rei.

IMG_9916

Ana Fernandes ❤

Anúncios

2 thoughts on “Bolo-Rei em Dia de Reis

  1. Olá Ana,
    Muito obrigada pela tua visita ao meu cantinho.
    Partilho da tua nostalgia em relação ao natal. Eu por mim, mantinha a árvore e as decorações o ano todo, pois adoro decorações natalícias!
    Este ano não fiz bolo rei nem rainha, mas deixa que te diga que este teu, tem um aspecto divino e super profissional.
    Um beijinho,
    Lia

    Gostar

    1. Olá Lia,

      Muito obrigada pela visita e pelas suas palavras! Sabe muito bem ouvir isso, principalmente para quem, como eu, está a dar os primeiros passos nestas andanças! 🙂
      Sou uma leitora assídua do Lemon & Vanilla e deixe-me dizer que me identifiquei bastante com o pormenor da luz natural e das fotografias! Por aqui nos últimos tempos também tem sido assim, é sempre uma luta para tirar uma fotografia decente! 😉

      beijinho,
      Ana

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s