Torta de Chocolate com Chantilly

O Natal está a chegar ao fim. (Sim, vamos fazer de conta que é Natal pelo menos até ao Dia de Reis.) 🙂 Por isso ainda há desculpa para exagerar na quantidade diária de açúcar ingerida. Dizem que a dieta começa no dia 1 de Janeiro, mas acho que a minha só começa lá para dia 7 ou 8 (ou assim que esta torta, o bolo-rei, o cheesecake e as bolachas acabem).

IMG_9725

IMG_9734

As tortas foram sempre um dos bolos preferidos pela minha mãe. Diz ela que primeiro as achava complicadas, mas que depois de se apanhar o jeito não há nada mais fácil. É, de facto, um doce bonito, que fica bem em qualquer mesa e que delicia toda a gente. Ainda mais quando é caseira, devido à sua suposta dificuldade.

Esta Torta de Chocolate com Chantilly foi o meu último desafio de 2015. Nunca tinha feito uma ou, pelo menos, nunca a tinha enrolado e supervisionado todo o processo. Por isso, quando descobri esta torta de chocolate soube imediatamente que era a altura ideal para fazer a minha primeira torta. E, como gosto de complicar, escolhi logo uma torta que requer que se enrole duas vezes (caso contrário, o chantilly colapsaria por causa da temperatura ou a torta ficaria demasiado dura, impossibilitando o enrolamento perfeito). Ok, mesmo assim a mãe ajudou a enrolar a primeira vez. E sim, houve muitos “MÃE, achas que está bem?”, “MÃE, preciso de ajuda”.  Mas, sobrevivi, a torta sobreviveu, e pouco resta dela para contar a história. 😀

IMG_9727IMG_9732

Torta de Chocolate com Chantilly – Tronco de Natal
Ingredientes
Para a torta:
  • ¼ de copo de cacau em pó
  • 1/3 de copo (45 g) de farinha sem fermento
  • ¼ de c. de chá de sal
  • 4 ovos grandes
  • 100 g de açúcar
  • 55 g de manteiga
Para o chantilly:
  • 200 mL de natas
  • 40 g de açúcar
  • 1 c. de chá de açúcar baunilhado
Para a ganache de chocolate:
  • 100 g de chocolate de culinária
  • 50 mL de natas
Preparação
  1. Pré-aquecer o forno a 175 °C. Forrar um tabuleiro do forno (43 × 30 cm, aproximadamente) com papel vegetal e untá-lo com manteiga (para que o papel não deslize no tabuleiro basta untar os cantos do tabuleiro com um pouco de manteiga de forma a colar o papel).
  2. Numa taça, juntar o cacau, a farinha e o sal e misturar. Peneirar de seguida para garantir que não há grumos.
  3. Numa taça de vidro grande que possa ser colocada em banho-maria, juntar os ovos e o açúcar. Levar a taça ao lume em banho-maria, tendo cuidado para que a água não esteja em contacto com a taça. Bater os ovos com o açúcar com a batedeira, até que os ovos estejam espessos e com uma tonalidade amarela esbranquiçada e quentes ao tocar (com uma temperatura aproximadamente igual à água quente da torneira).
  4. Retirar do lume e continuar a bater na velocidade máxima, até que fique espesso e fofo.  A esta altura, quando se retira e deixa cair um pouco de massa na taça, esta forma uma espécie de laço, que deve aguentar alguns segundos antes de se desfazer – o chamado ponto ribbon. De seguida, juntar a manteiga derretida arrefecida.
  5. Envolver os ingredientes secos na massa com uma espátula, trabalhando rapidamente mas de forma suave. Espalhar a massa no tabuleiro, deixando dois centímetros de intervalo junto ao limite do tabuleiro. Levar ao forno por 5 a 6 minutos, ou até que quando se carrega no bolo este volte à posição inicial (tipo mola).
  6. Enquanto o bolo está no forno, preparar um segundo tabuleiro com uma folha de papel vegetal. Assim que se tira o bolo do forno, polvilhá-lo com cacau em pó, colocar a folha de papel vegetal por cima e, com a ajuda do segundo tabuleiro, desenformar. Retirar o papel vegetal que foi ao forno e enrolar a torta ainda quente, deixando o segundo papel vegetal no seu interior. Este passo faz com a torta ganhe “memória de forma”, de forma a que seja possível desenrolá-la e voltar a enrolar mais tarde.
  7. Quando a torta estiver fria, fazer o chantilly. Num copo alto, misturar todos os ingredientes e bater até que se formem picos suaves (cerca de 5 minutos).
  8. Desenrolar a torta e cobri-la com o creme de chantilly, deixando uma bordinha de dois centímetros se creme a toda a volta. Enrolar de novo a torta, desta vez deixando o papel vegetal para trás. Colocar a torta numa grelha.
  9. Fazer a ganache de chocolate. Numa taça que possa ir ao microondas, juntar o chocolate finamente partido com as natas. Levar ao microondas, retirando e mexendo a cada 30 segundos, até que o chocolate esteja todo derretido. Cobrir a torta com a ganache e pôr no prato de servir assim que a ganache pare de escorrer. Levar ao frio (pelo menos 20 minutos) para que a ganache endureça.
  10. Cortar em fatias (não muito pequenas) e servir. 😉

IMG_9741

Ana Fernandes e a mãe Maria de Lurdes (e com a ajuda da mana Beatriz na concepção fotográfica) ❤

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s