Tarte de Abóbora

Pois é, mais uma receita de abóbora. Desta vez o pretexto foi o Thanksgiving (Dia de Acção de Graças). Esta celebração de origem americana, comemorada na última quinta feira de Novembro, pretendia inicialmente agradecer as colheitas agrícolas. No entanto, agora é mais uma altura de dar graças à família, amigos e tantas outras coisas boas da vida.

20151126_175451

O Tahnksgiving é também uma ocasião para reunir a família à volta da mesa. Por ser um símbolo das colheitas, a Tarte de Abóbora é uma das sobremesas que não pode faltar na mesa de jantar.

Por não resistir a importar algumas tradições e pratos tipicamente americanos cá para casa, sabia que este era o ano em que ia fazer esta deliciosa Tarte de Abóbora. A base fica super crocante e o recheio de abóbora ficou cremoso, desfazendo-se na boca. E o quente da canela e do gengibre fazem com que esta tarte seja óptima para estes dias frios. Perfeita para devorar à lareira! 😉

20151126_181604

Tarte de Abóbora
Ingredientes
  • 1 base de tarte (receita aqui)
  • 450 g de puré de abóbora menina
  • 3 ovos grandes
  • 100 g de açúcar mascavado escuro
  • 150 g de açúcar amarelo
  • 1 c. de sopa de amido de milho (maizena)
  • ½ c. de chá de sal
  • 1½ c. de chá de canela
  • ½ c. de chá de gengibre em pó
  • ¼ de c. de chá de noz-moscada
  • 200 mL de natas
  • 2 c. de sopa de iogurte natural
  • 60 mL de leite
Perparação
  1. Preparar a base da tarte (de acordo com a desta receita) e refrigerar conforme a receita. Também se pode usar uma massa folhada pré-feita.
  2. Cozer a abóbora, triturar e escorrer num passador para remover parte da água. Para obter as 450 g de puré é necessário, aproximadamente, 1,5 kg de abóbora menina.
  3. Fazer o recheio. Numa taça grande, misturar a  abóbora, os 3 ovos e os açúcares e bater bem. De seguida, juntar a maizena, o sal, a canela, o gengibre, a noz-moscada, as natas, o iogurte e o leite. Misturar tudo até ficar homogéneo.
  4. Pré-aquecer o forno a 190 °C.
  5. Preparar a tarte. Numa superfície enfarinhada, esticar a massam o rolo da massa até obter um circulo um pouco maior que a tarteira. Cuidadosamente, colocar a base na forma de forma a cobrir os lados; cortar o excesso de massa com uma faca afiada.
  6. Cozer a base durante 10 minutos a 190 °C. Para isso, pôr uma folha de papel vegetal sobre a base e pôr feijões ou grão de forma a fazer peso sobre a massa. Outra opção é encaixar uma forma redonda ligeiramente mais pequena que a tarteira (colocando sempre o papel vegetal).
  7. Retirar a tarte do forno e pôr o recheio já preparado sobre a base. Não encher a tarte para além de 3/4 da sua capacidade máxima. Se sobrar recheio, fazer mini-tartes numa forma de muffins.
  8. Cozer a  tarte por 50 – 60 minutos, a 190 °C. O centro pode parecer um pouco mal cozido, pois à medida que arrefece acaba por solidificar. Não esquecer de a meio do tempo, colocar uma folha de alumínio para a tarte não queimar.
  9. Retirar do forno e deixar pelo menos 3 horas antes de servir.

20151126_200527

Ana Fernandes ❤ ❤ ❤

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s